quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

História: diversidade, trabalho, cultura e sociedade.

Por que estudar História?
Talvez você pense que estudar História é apenas voltar-se para o passado e tentar aprender como a humanidade vivia a milhares, centenas e dezenas de anos. Entendida desse modo a História parece uma curiosidade que só serve para mostrar uma multidão de mortos que andaram pela Terra no passado, trabalhando, fazendo guerras, procriando e morrendo.
Mas, afinal, por que e para que estudar História?
É impossível saber quem fez essa pergunta pela primeira vez ou precisar a época em que ela começou a ser feita. Mas considerando que não há um consenso sobre a questão e ela ainda é repetida, não custa arriscar mais uma resposta possível: a História é necessária por ser uma das mais importantes expressões culturais da humanidade e por representar a própria memória das civilizações ao longo do tempo.
E o que você tem com isso?
Ora, do mesmo modo que você conhece sua identidade em função, por exemplo, de quem foram seus pais e avós, de onde você nasceu e do porquê você tem esse nome e essas características físicas e culturais, a História representa a própria identidade das formações sociais.
Até seu clube de coração tem história, como você sabe. É ela que aparece nas estrelas que simbolizam os títulos conquistados e que são impressas na bandeira e nas camisetas do time; é ela que aparece nas imagens de antigos campeonatos ou copas mundiais, quando vemos Pelé ou Garrincha atordoando os adversários da nossa seleção e, portanto, fazendo a história do futebol; é ela que aparece nos prédios antigos de sua cidade e acontece dentro das fábricas ou nas fazendas. Enfim, a História – além dos livros – está em toda a parte. Hoje e sempre. Basta que você a enxergue e valorize.
E por que é preciso valorizar a História?
Você talvez não acredite, mas ela pode ajudar você a entender melhor o mundo à sua volta, abrindo seus olhos e sua mente para aquilo que existe nele. Pode, ainda, ajudar você a analisar situações e tomar posição diante dos grandes desafios da vida social.
Mas, mais do que tudo, a História pode tornar você mais consciente e livre, e não há bem maior do que a liberdade, como, aliás, a História também ensina.
Cuide sempre da História e da liberdade, com muito carinho e inteligência. Boa sorte!
(Jornal do Aluno/São Paulo faz escola – 1ª Série – Ensino Médio – História – Fevereiro de 2008) Paulo Miceli-org.

Nenhum comentário:

Postar um comentário